Vendidas mais 40 mil pílulas do dia seguinte que em 2009

27/09/2010 at 8:16 am Deixe um comentário

por HELDER ROBALO

Vendidas mais 40 mil pílulas do dia seguinte que em 2009

As farmácias e parafarmácias venderam nos primeiros sete meses deste ano mais 40 mil pílulas do dia seguinte do que em todo o ano de 2009. O aumento não preocupa os especialistas, que defendem que a utilização deste contraceptivo de emergência continua rodeado de mitos.

O disparar da procura deste medicamento – que evita uma gravidez indesejada se for tomado nas primeiras 72 horas após uma relação sexual desprotegida – é visível nos dados da IMS Health, que monitoriza as vendas de medicamentos de armazenistas a farmácias e parafarmácias. Só nos primeiros sete meses de 2010 foram vendidas 269 239 embalagens.

Os dados não surpreendem a chefe de Divisão de Saúde Reprodutiva da Direcção-Geral da Saúde (DGS). Lisa Vicente defende que “não são preocupantes”, nem têm implicações na saúde da mulher.

E explica que o número de consumidoras deste medicamento será bastante maior porque “tem aumentado a disponibilidade [deste método contraceptivo de emergência] nas consultas do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

A especialista alerta que esta pílula não deve ser usada como contraceptivo, mas defende que a mulher “não deve ter vergonha de recorrer a este método”. “Se existiu um erro contraceptivo o que é que é mais irresponsável? Ficar à espera que nada aconteça ou tentar remediar essa falha?”, questiona.

O problema com a pílula do dia seguinte “é que se lhe deu uma conotação negativa, de irresponsabilidade”. “Se a contracepção de emergência é mais usada é para diminuir o risco de uma gravidez indesejada”, salienta a responsável da DGS.

Infertilidade, aumento do risco de uma gravidez fora do útero ou má formação fetal. São alguns dos mitos que ainda rodeiam a pílula do dia seguinte e que explicam a sua má utilização em Portugal.

Mas segundo um documento divulgado em Março de 2010 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o levonorgestrel – que está presente nas pílulas do dia seguinte disponíveis na maioria dos países – é seguro para a saúde da mulher, é expulso do organismo poucos dias após a toma e não impede sequer que a mulher possa engravidar em relações sexuais futuras.

“Mesmo entre as mulheres que tomaram mais do que uma pílula do dia seguinte no mesmo ciclo menstrual não foram relatados resultados adversos graves”, sublinha o documento da OMS, que desmistifica a ideia de que tal método de emergência causa deformações nos fetos. “Não é uma bomba hormonal”, defende Lisa Vicente, lembrando que “nos anos 60 as mulheres faziam contracepção diária de pílulas similares”.

No entanto, Lisa Vicente deixa um aviso sério à população feminina: “Se uma mulher precisa de fazer várias repetições no mesmo mês, então é preferível tomar a pílula contraceptiva regular, que é mais eficaz.” É que, mesmo nos casos em que a pílula de emergência é tomada nas primeiras 12 horas após a relação sexual desprotegida, esta apenas tem uma eficácia de 75%. Que vai descendo com o passar das horas.

“Se os dados são bons ou maus depende de a contracepção regular ter aumentado ou diminuído”, frisa a responsável da DGS. Já Ester Casal, ginecologista no hospital Garcia de Orta, diz que nas suas consultas “não se tem notado mudanças em relação ao ano passado no que diz respeito à procura”.

Fonte: Diário de Notícias

Entry filed under: Métodos contraceptivos, Noticias Nacionais. Tags: .

Aprenda a comer melhor para evitar a tensão pré-menstrual Diariamente 12 adolescentes são mães

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


NOVO! Projeto Criar Mundos de Igualdade Agir e Convergir para Mudar

Fotos do Projecto Saúde da Mulher - Construir a Igualdade

Mais fotos

Objectivos do Projecto

Informar e sensibilizar a opinião pública, junto de organizações de mulheres, orgãos de comunicação social e demais entidades da sociedade civil, sobre aspectos da saúde da mulher.

Divulgação de informações sobre aspectos de saúde sexual e reprodutiva da mulher.

Promoção de uma sexualidade saudável e responsável.

Promover os direitos da mulher grávida (maternidade e paternidade).

Combater a violência sexual baseada em questões de género.

Promoção de cuidados perinatais.

Promoção da educação sexual.

MDM Évora

Exposições do Movimento Democrático de Mulheres disponíveis para empréstimo

https://mdmevora.files.wordpress.com/2012/11/exposic3a7c3b5es-do-movimento-democrc3a1tico-de-mulheres-disponc3adveis-para-emprc3a9stimos.pdf

Mapa de Évora – Apoio a vítimas de Violência Doméstica e locais onde apresentar queixa

Mapa de Arraiolos – Apoio a vítimas de Violência Doméstica e locais onde apresentar queixa

Mapa de Montemor-o-Novo – Apoio a vítimas de Violência Doméstica e locais onde apresentar queixa

Número Verde

Linha SOS IMIGRANTE

DVD – “De mãos dadas com o medo”

 Filme que aborda questões relacionadas com a violência no namoro e que foi realizado no âmbito do projecto “Participar, Partilhar a Igualdade”, que  foi premiado, em 2007, no âmbito do Ano Europeu da Igualdade, como o melhor trabalho nesta área realizado no Distrito de Aveiro

Linha Cancro

Sexualidade em Linha

Rastreio do cancro do colo do útero no Alentejo

Linha Sida

São objectivos gerais da Coordenação Nacional da Infecção VIH/SIDA:

Saúde 24

A Linha Saúde 24 é uma iniciativa do Ministério da Saúde que visa responder às necessidades manifestadas pelos cidadãos em matéria de saúde, contribuindo para ampliar e melhorar a acessibilidade aos serviços e racionalizar a utilização dos recursos existentes através do encaminhamento dos Utentes para as instituições integradas no Serviço Nacional de Saúde mais adequadas.

Financiamento

Saúde da Mulher – Mês a Mês

Setembro 2010
M T W T F S S
« Ago   Out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 8 outros seguidores

Facebook do Projecto Saúde da Mulher -Construir a Igualdade


%d bloggers like this: